sábado, 22 de janeiro de 2011

Um pé lá outro cá....

É comum irmos à igreja e antes de começar, ou até mesmo durante o culto, vemos o pessoal combinando aonde ir. Sempre há opções... as vezes a uma lanchonete, outras na casa de alguém ou até mesmo a algum show secular. Sempre há opções que deveriam ser adversas a um cristão! Falo por experiência própria, pois infelizmente já fui “promoter” desses convites, e hoje arrependido e envergonhado disso, escrevo o post abaixo.

Bem, eu seria muito radical se me atrevesse a perguntar se o lugar que você vai edifica a sua vida cristã?

Ouvimos constantemente de membros de igrejas Evangélicas indo naturalmente a shows seculares, a boates e a festinhas. Principalmente na época da faculdade onde o contato com outros nichos da sociedade (classe social, tribos, etc) são muito maiores e conseqüentemente os convites. Sempre utilizam algum argumento: estou indo para apreciar o que é feito de bom; se todo mundo vai porque não posso ir? Quero ser feliz e curtir! Que mal tem? Tudo foi criado por Deus, o diabo é quem roubou e utiliza.  

Uma cristã que se converte!


Deus me deu o privilégio de ouvir sua palavra desde pequena, quando era levada por minha irmã mais velha a uma igreja. Pude logo cedo aprender a orar, ler a bíblia e a louvar. Mas lembro-me de fatos um pouco opostos na minha vida de criança cristã: dias sentava em um balanço e entoava cânticos a Deus, mas um período não queria de modo algum ir a igreja; de quando tinha uns 9 anos ajoelhar chorando muito e pedir pra Deus me transformar, como uma música que sempre cantava pedi pra Jesus lavar o meu coração, contudo muitas vezes sentia um medo muito ruim quando ia ler a Bíblia... Duas mensagens ficaram registradas, escutei aos 12 anos em um retiro: Uma era o CAFÉ do crente – Amar a Deus com todo o CORAÇÃO, ALMA, FORÇA E ENTENDIMENTO; e outra mensagem que falava que quando entregamos a vida para Deus, Ele nos segura de tal forma que nada nos tirará de suas mãos (lembro-me do preletor envolvendo um giz com a mão, apertando muito forte e falando: É assim que Deus faz com você). Neste mesmo ano mudei do Paraná pro estado de São Paulo.

Na minha adolescência ia com mais freqüência a igreja, participava ativamente e tocava no louvor. Fui batizada aos 14 anos, mas havia muitas questões que me inquietavam. Questionava-me sobre minhas atitudes como cristã. Questionava a Deus o por que a igreja de hoje estar tão distante de seus ensinamentos, por que era tão diferente da Igreja de Atos. O por que não sentia diferença em minha vida. Um dia escutando um testemunho de como Deus tinha transformado a vida de um ex-dependente químico eu orei que queria sentir uma gratidão maior pela salvação, um amor mais profundo por Deus, como aquele moço apresentava. Lembro muito bem de meus pensamentos quando ouvia o testemunho... queria ter uma experiência assim, sentir uma diferença causada por Jesus. Mas o que Jesus mudaria em minha vida? Era uma cristã que o servia e aos meus olhos não via muita coisa a ser mudado no meu coração.

Eu Determino!?!?



            Hoje temos escutado muito que somos filhos de Deus e que não podemos passar por “perrengues” seja lá qual for financeiro, saúde, relacionamento... são doutrinas vindas de todas as partes do hemisfério gospel, até nas igrejas mais tradicionais já vemos esse tipo de doutrina. O verdadeiro evangelho, infelizmente, tem cada vez menos espaço na mídia gospel e algumas daquelas igrejas que se diziam tradicionais tem se contaminado com essa doutrina “fácil” de se encontrar. Pois, seus lideres estão mais ocupados procurando inspirações em programas gospeis na TV do que em procurar a presença de Deus, bom mais isso fica para um próximo post. Voltando ao assunto inicial é muito comum encontrarmos “irmãos”, pastores, orando determinando algo em suas vidas:

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Rede cheia!!



“Novamente o Diabo levou Jesus a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles; e disse-lhe: tudo isto te darei, se, prostrado, me adorares. Então ordenou-lhe Jesus: Vai te, Satanás; porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás. Então o Diabo o deixou; e eis que vieram anjos e o serviram.” Mateus 4.1-11

Por estes dias, ao ler as tentações que Jesus sofreu e como Ele enfrentou, não pude deixar de notar como aquele fato se distanciava tanto de meus pensamentos. Quando lia, não dava atenção, não mergulhava no fato. Vinha logo em minha imaginação uma imagem extraordinária, vista em filme: Jesus num monte bem alto, com suas vestes e cabelos tocados pelo vendo. Ao fundo um céu com algumas nuvens, logo abaixo um vale verde com cidades magníficas e o diabo oferecendo a Ele um trono de poder. É absurdo, mas muitas vezes pensamos que ser tentado a este ponto é o fato de receber a proposta pessoalmente de satanás ou que logo será uma coisa feia, um pacto ou coisas claramente ilícitas. Muitos pensam até que só Jesus passou por isso. Mas aprendo que as tentações que Jesus enfrentou são, na verdade, redes que tem apanhado a muitos dês do princípio da criação. Esquecem-se, ou não sabem, de que a velha e boa rede só pega peixe se não for notada pelo mesmo. E isto, pode ter certeza, o astuto satanás não esquece jamais.


sábado, 15 de janeiro de 2011

Iniciando....


A Primeira postagem a gente nunca esquece...

Criamos este blog com único propósito de anunciar a palavra de Deus e tudo o que Ele tem feito em nossas vidas. Por aqui estaremos postando nossas meditações diárias, eventos que anunciam a Jesus Cristo, enfim... tudo o que fazemos no dia a dia no trabalho, no lazer....
Não somos escritores... mas não podemos nos calar diante de tudo que Deus tem feito em nossas vidas.
Esperamos ser usados por Deus para falar ao coração de todos e que um dia nos tornemos aptos a sermos chamados filhos de Deus (2 Tess 1:11-12).

E que Deus seja glorificado.

Em Cristo, 

Vitor Hugo & Jackeline

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...