sábado, 22 de janeiro de 2011

Eu Determino!?!?



            Hoje temos escutado muito que somos filhos de Deus e que não podemos passar por “perrengues” seja lá qual for financeiro, saúde, relacionamento... são doutrinas vindas de todas as partes do hemisfério gospel, até nas igrejas mais tradicionais já vemos esse tipo de doutrina. O verdadeiro evangelho, infelizmente, tem cada vez menos espaço na mídia gospel e algumas daquelas igrejas que se diziam tradicionais tem se contaminado com essa doutrina “fácil” de se encontrar. Pois, seus lideres estão mais ocupados procurando inspirações em programas gospeis na TV do que em procurar a presença de Deus, bom mais isso fica para um próximo post. Voltando ao assunto inicial é muito comum encontrarmos “irmãos”, pastores, orando determinando algo em suas vidas:



“... determino senhor que esse carro seja meu...”
“... determino que a cura seja minha agora...”
“... determino que fulano seja promovido no serviço...”
            E assim vai.... Infelizmente essas pessoas estão longe do Evangelho de Jesus Cristo, e não se atentam a oração que Jesus Cristo ensinou em Mateus 6:9-15:

“Pai nosso, que estais no céu, santificado seja o Teu nome, venha a nós o vosso reino, faça-se a Tua vontade, assim na terra como no céu, o pão nosso de cada dia dá-nos hoje; e perdoa-nos as nossas dividas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixe cair em tentação; mas livra-nos do mal, pois, Teu é o reino, o poder e a glória para todo sempre, Amém!”

            A oração é muito clara quando diz: “... faça-se a TUA vontade...” se é a Tua vontade logo não é a minha!
            Além da oração deixada por Jesus Cristo temos outras passagens onde os pedidos são feitos com humildade, e acima de tudo respeito, assim como vemos em Lucas 5:12:
“Aconteceu que estando, ele [Jesus Cristo] numa das cidades, veio à sua presença um homem coberto de lepra; ao ver a Jesus, prostrando-se como rosto em terra, suplicou-lhe: Senhor, SE QUISERES, podes purificar-me.”
No versículo 13 vemos Jesus Cristo o curando.
           
Se fosse hoje acho que a história seria mais ou menos assim:
“Aconteceu que estando, ele [Jesus Cristo] numa das cidades, veio à sua presença um homem com câncer; ao ver a Jesus, apontou o dedo para ele e disse: Senhor, Eu determino minha cura agora! Tomo posse da vitória sobre esta doença. ”

            Será que Jesus iria ouvi-lo?

            Às vezes em um ato de desespero entramos numa fria dessas. Queremos as coisas na hora, e nos esquecemos do que Paulo diz na carta aos Romanos 8:28 –
“Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.”

Em I Pedro 5.6-7 aprendemos a nos humilhar embaixo da poderosa mão de Deus que em tempo oportuno nos exaltará. Estamos aqui para passar por “perrengues” também. Em I Pedro 4.13a nos diz: “Alegrai-vos na medida em que sois co-participantes dos sofrimentos de Cristo...”. Devemos ser pacientes e esperar na misericórdia de nosso Pai, se Jesus Cristo sofreu por que não podemos sofrer só um pouquinho... Sabemos que Ele está ao nosso lado nos confortando e ajudando em nossa caminhada.
Quero concluir dizendo que devemos ter cuidado com o que ouvimos e acima de tudo devemos consultar a palavra de Deus para ver se o que estão dizendo está de acordo com o que Jesus Cristo nos ensinou. E nada pessoal, mas devo salientar que essas doutrinas são próprias, terrenas e muito distantes do evangelho.

“Vós, pois, amados, prevenidos como estais de antemão, acautelai-vos; não suceda que, arrastados pelo erro desses insubordinados, descaiais da vossa própria firmeza; antes crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A Ele seja a Glória, tanto agora como no dia eterno.” II Pedro 3.17-18

Em Cristo,
Vitor Hugo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...