sábado, 5 de março de 2011

Nossas contradições de cada dia...



Hoje estava meditando em Mateus 16, e mais uma vez me deparei com a falta de fé dos discípulos por conta de estarem preocupados com o pão [Alimento] e se esquecendo de toda a multiplicação dos pães que eles haviam presenciado. Então reflito se os discípulos estavam lá frente a frente com o salvador e ainda “pisavam na bola” com relação a fé, quanto mais eu miserável pecador. Quantas e quantas vezes acabo me esquecendo de como Jesus supriu todas minhas necessidades, físicas, financeiras e espirituais. As vezes me pego pensando em como seriam se as coisas acontecessem de uma maneira ou de outra e me esqueço que quem está no comando da minha vida é Jesus. E por conta disso devo me preocupar somente com meu alimento espiritual, uma vez que o pão de cada dia ele nos dá hoje.

Avançando na leitura vejo um sujeito que sabia quem era Jesus Cristo, mas mesmo assim foi pedra de tropeço. Pedro, esse era o sujeito que sabia quem era Jesus e diz: “Tú és o Cristo, o Filho do Deus vivo”. Porém quando Jesus disse que o fim estava próximo e que seria necessário ele morrer por nós, Pedro disse para Jesus esquecer tudo isso e abandonar essa coisa de morrer... Jesus o repreende: “Arreda, Satanás! Tu és para mim pedra de tropeço, porque não cogitas das coisas de Deus, e sim das dos homens.” Complicada a situação, hein, em um momento Pedro é o único que anuncia quem é Jesus verdadeiramente, e logo em seguida dá uma mancada dessas indo contra o propósito de Jesus na terra.

Quantas e quantas vezes fazemos a mesma coisa no trabalho, na igreja e em todos os cantos. Anunciamos, ou pelo menos tentamos anunciar a Jesus Cristo aos que estão ao nosso redor e logo em seguida “pisamos na bola” com nossa conduta. Cometemos pecados dignos de arrependimento, alguns pecados “camuflados”...Sim, “Camuflados”, porque são aqueles que todos falam que não tem problema... é um CD pirata daqui, uma sonegada na declaração de Imposto de renda, um filme ou novela que não edifica em nada e que somente anuncia promiscuidade, prostituição e adultério, um desfile das escolas de samba ali para admirar a cultura. E é ai que mora o perigo, acabamos misturando o Santo com o Profano... em doses que nos parece homeopáticas. Somos resgatados pelo precioso sangue de Cristo e contradizemos isto pela nossa vã maneira de viver.


Devemos tomar cuidado para que nossa vida, valores e atitudes não contradigam a nossa fé. Muitos não tem crido em Jesus porque temos deixado o caminho a Cristo confuso, cheio de tropeços. Declaramos que Jesus é o Cristo, o filho do Deus vivo, no entanto logo servimos de pedra de tropeço ao não pensarmos nas coisas de Deus e sim nas dos homens.
Oro a Deus que permita uma comunhão constante com Ele, que as coisas deste mundo não interfiram, para que eu esteja no centro de sua vontade! E assim me livre de ser pedra de tropeço aos meus irmãos.

Em Cristo,
Vítor Hugo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...