terça-feira, 3 de abril de 2012

O Grande Privilégio (Pregação Completa)

Paul Washer – O Grande Privilégio (Pregação Completa)


Nesta mensagem bíblica confrontadora, Paul Washer nos mostra o Grande Privilégio que Deus nos concede – conhece-Lo e servi-Lo com nossa vida – e como nós desprezamos esse grande tesouro e o trocamos por coisas passageiras e sem valor. Mais do que recomendado para a igreja de todos os tempos.




Transcrição

Eu estou absolutamente maravilhado com as coisas que Deus tem feito entre vocês. O Espirito de Deus aqui, nesta igreja, falando com o pastor, e líderes. É um grande, tão grande encorajamento – maravilhoso encorajamento – saber que Deus está agindo ao redor do mundo, agindo nesta igreja, neste lugar.
Mas é um alerta também: Você talvez esteja em uma igreja onde Deus está agindo, mas Deus está agindo em você, como indivíduo? Talvez esteja em um lugar onde Ele está ensinando a Verdade, mas Deus está ensinando a Verdade para você?
Bem, o tema deste fim de semana é “missões”, e eu estou ensinando sobre missões. Na sexta à noite eu falei sobre o Evangelho de Jesus Cristo, porque temos tantas conferências que tratam sobre missões, e eu sinto como se as missões tivessem perdido a sua mensagem.
Nos tornamos estrategistas, “missiologistas”, e nos esquecemos do principal: Somos teólogos, e profetas.
E nosso trabalho não é fazer missões. Nosso trabalho é levar a Verdade de Deus, revelada na Palavra de Deus, para o mundo. Temos que ser mais sensíveis à Bíblia, do que sensíveis à cultura. Para que o lugar aonde a gente vá se torne sensível à Bíblia. E ao invés de ser “pragmáticos”, e fazer o que pensamos que “vai funcionar”; Devemos fazer o que “é certo”, quer funcione, ou não.
Nessa manhã eu quero falar sobre um trecho do livro de Malaquias. O ultimo livro do Antigo Testamento. Nesse culto vou falar sobre Malaquias, e no segundo será sobre outra parte.
Malaquias capítulo 1, verso 6 (ao 11): “O filho honra o pai, e o servo o seu senhor; se eu sou pai, onde está a minha honra? E, se eu sou senhor, onde está meu temor? diz o SENHOR dos Exércitos a vós, ó sacerdotes que desprezais o meu nome. E vós dizeis: Em que nós temos desprezado o teu nome? Ofereceis sobre o meu altar pão imundo, e dizeis: Em que te havemos profanado? Nisto que dizeis: ‘A mesa do SENHOR é desprezível’. Porque, quando ofereceis animal cego para o sacrifício, isso não é mau? E quando ofereceis o coxo ou enfermo, isso não é mau? Ora apresenta-o ao teu governador; porventura terá ele agrado em ti? Ou aceitará ele a tua pessoa? diz o SENHOR dos Exércitos. ‘Agora, pois, eu suplico, peça a Deus, que ele seja misericordioso conosco; Isto veio das vossas mãos; aceitará ele a vossa pessoa?’ diz o SENHOR dos Exércitos. Quem há também entre vós que feche as portas por nada
e não acenda a toa o fogo do meu altar? Eu não tenho prazer em vós, diz o SENHOR dos Exércitos, nem aceitarei oferta da vossa mão. Mas desde o nascente do sol até ao poente é grande entre os gentios o meu nome; E em todo lugar se oferecerá ao meu nome incenso e uma oferta pura; porque o meu nome é grande entre os gentios diz o SENHOR dos Exércitos.”
Vamos ao Senhor em oração.
Pai, venho diante de ti, em nome do Seu Filho. Oro para que o Senhor possa Glorificar a Si mesmo nas coisas que serão ditas aqui nesta manhã e na obediência do Seu povo. Eu oro para que Cristo possa ser honrado. Senhor, eu oro para que aja neste lugar não agora, e não somente amanhã, mas através dos anos que virão. Que essa igreja cresça cada vez mais na Verdade; Cada vez mais na devoção. Sempre reformando, sempre mudando, sempre buscando ser mais agradável à Ti.
Oh Senhor, nós não estamos cientes, que mesmo aqui conosco hoje, estão alguns que não Te conhecem. Aqueles que não dizem ser cristãos, e aqueles que dizem e mesmo assim não te conhecem. Aqueles que não têm cargo na igreja e também aqueles que têm e ambos não te conhecem. Senhor, então tome Sua Palavra, nesta passagem, e use no coração do homem.
Em Nome de Jesus, amém.
Você diz “Irmão Paul, o que essa passagem difícil tem a ver com missões?”; Ela tem absolutamente TUDO a ver com missões. Perceba que o problema hoje, na América, em nossas igrejas, não é uma falta de zelo por missões. O problema é muito maior. Uma falta de zelo por Deus, e pela Glória de Deus.
Se você for zeloso pelas coisas de Deus, se você perceber o que foi feito, o preço que foi pago para te comprar, para poder salvá-lo do seu pecado e da Ira de Deus; Se você perceber a Grandeza daquele que está assentado sobre o Trono, que criou a Terra e um dia vai trazer um fim à ela; Se você perceber que absolutamente TUDO que existe é pó e apodrece… Então você começará a ter zelo por Deus. E quando tiver zelo por Deus, terá zelo por missões.
Nossas próprias vidas podem muito facilmente testemunhar contra nós. Nossos próprios pensamentos, no dia do Julgamento vão nos acusar ou nos defender, segundo a Bíblia. Não preciso ser profeta ou filho de profeta pra saber quem é o seu “deus”; Basta apenas olhar pra sua vida. Quando “Jesus Cristo” é algo que você faz no Domingo, mas no resto da sua vida você é um ateu praticante: Eu saberei quem é o seu “deus”. E não é aquele que é o Verdadeiro Deus. Quando você tem cristianismo suficiente pra te fazer confortável e moral eu sei quem é o seu “deus”. Se eu puder ver o que ocupa a sua mente eu saberei quem é o seu “deus”.
Ontem mesmo muitas pessoas vieram a essa cidade adorar… uma bola. Muitas pessoas vivem nessa cidade e adoram carros, coisas de metal, rodas, buzinas e apitos. Até mesmo pessoas nesta congregação, hoje. Que O adoram aqui, mas não com toda a vida, durante a semana. Isso é tudo o que você vai conseguir com sua “religião”. E você deveria temer. Porque o que vemos aqui é Deus expondo o coração do homem, e os ensinando para que eles se tornem justos.
Ele começa, e diz no verso 6 “O filho honra o pai, e o servo o seu senhor; se eu sou pai, onde está a minha honra? E, se eu sou senhor onde está o meu temor? diz o SENHOR dos Exércitos a vós, ó sacerdotes que desprezais o meu nome..” Agora uma das coisas que temos que perceber: É difícil entender esta passagem porque as fundações da nossa sociedade tem desmoronado. Somos um povo que tem pouquíssimo respeito à autoridade. Temos pouco respeito, como nação, aos nossos líderes; e você pode dizer: “Eles merecem pouco respeito!” – mas mesmo assim, fomos chamados para respeitá-los.
Temos pouco respeito com todo tipo de autoridade, pouco respeito pelos anciões, pouco respeito aos pais, pouco respeito aos que estão acima de nós, para nos guiar, para nos liderar. Mas no tempo em que isso foi escrito isso não era assim. Um filho deveria honrar seu pai. É algo que está nos fundamentos da sociedade, e que está na nossa consciência: devemos mostrar respeito para aqueles que nos deram a vida. Nós devemos honrá-los, como um servo. Na mesma situação de um homem que honra o seu mestre. Como se você, sendo filho, fosse um “receptor” da vida do seu pai. Você, recebendo algo de bom do seu mestre, vai querer dar algo em gratidão. É bom saber que, em Israel, era assim que as coisas deveriam ser.
E agora, Ele diz: “Se isso é assim, cadê a minha honra? Cadê o meu respeito?” Você vê? Você vai puxar o seu próximo fôlego somente porque Deus te deu. O seu coração vai bater, somente porque Ele deu, seu ritmo e seu poder. Qualquer coisa boa que você tem na sua vida não vem do suor do seu rosto, da sua mente brilhante, ou das obras das suas mãos.  Isso tudo vem dEle! Tudo o que você tem!
Mesmo se você for o homem mais violento, mais ímpio, e que mais odeia a Deus no planeta; Mesmo assim, se houver qualquer coisa boa na sua vida, vem tudo desse mesmo Deus que você odeia.
Então, se devemos mostrar honra ao nosso pai, e se devemos mostrar respeito a um mestre, imagine então ao Senhor dos exércitos. O Senhor – como os puritanos costumavam dizer – que não é um líder de uma pequena vila, ou um governador de uma província; Esse contra quem você é tão indiferente e apático é o SENHOR dos Exércitos.
Ele não precisa de nada das suas mãos. Até mesmo neste exato momento, milhares e milhares, milhões e milhões de criaturas flamejantes – que tem tanta glória que se uma aparecesse agora, nos mataria com sua beleza – incontáveis criaturas, O servem e O adoram constantemente. Ele não precisa de nada vindo de você. Então, quando Ele te chama para vir, e para servi-Lo, não é pra preencher uma necessidade, Ele está te oferecendo um privilégio.
Um privilégio!
O maior ato de julgamento que Deus pode impor sobre um povo ou sobre a América, é esse: Ele retira o conhecimento de Deus. Ele fecha a boca para aqueles que supostamente estão falando por Ele. Então alguns “moleques” nos guiam, com algumas ideias tolas e nós gostamos disso. Porque nós realmente desejamos a nossa “melhor vida agora”.
Mas Deus, o Verdadeiro Deus, Ele sabe quem Ele realmente é, e sabe tudo sobre o céu. E Ele te oferece o privilégio de conhecê-Lo; de entrar em um relacionamento com Ele; e de segui-Lo com toda sua vida.
Ele continua, e diz, no verso 6 falando aos sacerdotes, que “desprezam o Seu Nome”. Um sacerdote! Qual é o objetivo de um sacerdote? Um sacerdote levítico, recebeu o maior privilégio todo o povo de Israel. De todas as tribos de Israel os Levitas foram aqueles que ganharam o maior privilégio!
Issacar e os outros ganhem boa saúde! Judah seja forte, poderoso nas batalhas, na espada e no aço!
Mas os Levitas! Eles ficaram com o maior de todos os presentes e é a Presença de Deus. Não é incrível?
Nós somos como eles.
Queremos mais a saúde de Issacar; os músculos de Judah; a prosperidade que sabemos que temos.
Queremos mais fazer missões, e ter ministérios, do que ter Deus. Apenas DEUS.
Ele pega o maior privilégio que qualquer um já conheceu e dá a você. Porque a você é garantido um grande privilégio. Na Nova Aliança, todos são sacerdotes de Deus. Na Nova Aliança, todos possuem o Espírito de Deus. Na Nova Aliança todos podem se aproximar o quanto quiserem.
Agora, aqui, os sacerdotes dizem: “Em que nós temos desprezado no teu nome?” Não é incrível? Nós nunca sabemos o que está errado em nós. Nunca sabemos o que está errado conosco. A gente facilmente aponta o menor erro da vida de outro homem, mas nós mesmos podemos cometer as maiores atrocidades contra Deus os maiores crimes, e sermos totalmente ignorantes disso. Aí um dia Deus revela Sua misericórdia, Seus atributos, Sua Lei, Sua Vontade;
Então somos atingidos no coração, e percebemos: “Oh, o que eu fiz? No que eu me tornei?”
Eles desprezaram o Seu Nome e nem sequer sabiam disso! Eu e você fazemos o mesmo, quando qualquer coisa preenche as nossas mentes mais do que Deus. Suas casas, seus lares, seus carros, suas terras, suas roupas com marcas caras, essas coisas que você pensa tanto. O Natal foi roubado por um gordo velho chamado “Papai Noel”.
Todas as coisas. Seus hobbies, clubes de golfe, armas, barcos, ferramentas de caça, bolas que pulam, que vibram.
Todas as coisas que significam tanto pra você, nos dizem apenas uma coisa.
Oh vocês sacerdotes, que foram chamados para conhecê-Lo; Como vocês desprezam o Seu Nome…
Não estou dizendo isso pra te machucar. Estou dizendo isso porque é verdade. Se animou com essa conferência de missões como ficou com o jogo de futebol ontem?
Eles disseram: “Em que nós temos desprezado o teu nome?”; “Trazendo comida impura ao meu altar!” E ainda assim perguntam: ‘De que maneira te desonramos?’; “Ao dizerem que a mesa do Senhor é desprezível.”
Eles dizem: “Nós nunca dissemos isso!! Nunca dissemos que a mesa do Senhor é desprezível! Nunca faríamos isso, somos bons cristãos! Nós nunca diríamos que o Senhor não é o número 1, nunca diríamos que isso ou aquilo é mais importante que Deus, nunca diríamos isso!”
Deus diz: “Você diz isso, não com sua boca, mas com sua vida”.
Ele diz dessa forma: “Porque, quando ofereceis animal cego para o sacrifício, isso não é mau? E quando ofereceis o coxo ou enfermo, isso não é mau?” O que Deus exige de nós?  Tudo.
Eu sei desses pequenos e tolos evangelistas que dizem: “Levante sua mão e aceite Jesus em seu coração”. Eu sei desses pequenos e tolos pregadores que dizem: “Venham à frente e façam essa oração, é só 5 minutos”, eles estão mentindo pra você. Isso é o que vai te custar: Sua vida.
Sua vida.
Jesus te prometeu duas coisas: Uma cruz para morrer nela, e a vida eterna. Ele é tudo, ou Ele não é nada.
O lugar mais triste do planeta é o “sul bíblico”, onde todos tem religião suficiente para manda-los pro inferno. Pra aliviarem suas consciências religiosas, sem saber que desprezam o Senhor e que tem tantos ídolos em suas vidas que o Senhor não é o primeiro, nem o segundo, terceiro, quarto…
Isso não é dar a Deus “tudo”. TUDO.
O que o Senhor quer que eu faça, oh Senhor? Me ensine os Seus Caminhos, oh Senhor! “Quem tenho eu no céu senão a ti? Quem tenho eu na terra senão a ti?” (Sl 73.25) O que sou eu, a não ser pó respirando folego Santo, se o Senhor não me converter? ”Como nós devemos viver?”, era a pergunta de Francis Schaeffer. Sabendo quem Ele é, qual é o valor da nossa culpa e do nosso pecado; o que Ele fez na pessoa de Jesus Cristo; O que o discipulado exige; “Como nós devemos viver?”
Eu sei que somos um povo que tem o homem como o centro, e achamos que tudo é sobre nós, mas estamos errados. Eu amo o que um velho reformador alemão, Abraham Kuyper, costumava dizer. Enfrentando o humanismo e o antropocentrismo (homem no centro) tão influentes nos seus dias,  ele estava perto de alguns homens e disse: “Eu quero que vocês saibam o que Jesus fará no dia em que Ele voltar: Ele vai colocar as suas mãos em tudo o que existe e dirá ‘Meu, meu, meu, meu, MEU. É tudo meu. Sempre foi meu. Foi tudo criado para mim, para minha Glória e para o meu prazer.’ E aquele que entrará no céu será aquele que perceber isso desde o início.”
Tudo é sobre Ele.
Para muitos, na América hoje, Jesus… (suspiro)
Se eu vir mais uma igreja Batista com uma placa escrita “A Salvação é tão fácil que um homem das cavernas pode fazer”, eu creio que eu serei lançado na prisão.
Blasfêmia!  “…tão fácil que um homem das cavernas pode fazer…” Tão difícil é nossa Salvação que somente Deus pode fazê-la possível!
Você pensa que Deus é uma “Vacina”? Eu converso com muitos Batistas do Sul, conversamos sobre Salvação, e eles dizem: “Não se preocupe comigo, eu já fiz isso”. “Você fez o que?”, “Eu já cuidei disso há muito tempo”.
Se você não cuida disso hoje, você não cuidou disso há muito tempo atrás. A evidência de que você se arrependeu para a Salvação muito tempo atrás é que você continua se arrependendo hoje e crescendo em arrependimento. A verdadeira evidência que você realmente acreditou e foi salvo há muitos anos atrás, é que você continua crendo hoje e ainda mais. E a evidência de que Ele mudou a sua vida, é que Ele continua fazendo isso, e se Ele não continua, é porque Ele nunca começou.
Ele diz: “Não me ofereça essas coisas!”
Temos que crer que muitas pessoas parecem ignorar quem Deus é. É como se Ele fosse um mendigo com uma pequena lata, em pé em algum canto, e se nós jogássemos um diamante nela seríamos melhores do que os outros. Deus não é pobre. Tozer disse e concordo: “Se todos os homens da terra ficassem cegos, isso não diminuiria a glória do Sol, da Lua e das estrelas. E se todos os homens se tornassem ateus, isso não iria diminuir a Glória de Deus.” Ele não depende de você.
Tenha consciência de um fato importante: Satanás e os anjos caíram, e Deus não enviou Salvador para eles. Eles irão pro inferno. Nosso pai Adão caiu, e quero que saiba que se Deus nunca tivesse enviado um Salvador, e deixasse toda a humanidade ir diretamente pro inferno, Ele continuaria sendo Justo, sendo Glorioso e sendo Amoroso.
Você diz “Eu nunca ouvi nada assim!”, Sim, você ouviu, nesta igreja, apenas não estava prestando atenção.
Ele diz: “Não me ofereça essas coisas!” e depois diz “vá e ofereça ao seu governador”. Se trouxéssemos para os dias de hoje, poderíamos dizer assim:
“Ofereça ao seu patrão o que você oferece para Deus. E veja quanto tempo você terá o emprego.”
“Ofereça aos seus conhecidos o que você oferece para Deus e veja por quanto tempo eles continuarão seus amigos.”
“Ofereça à sua família o que você oferece para Deus e veja por quanto tempo você terá uma família”.
Olhe só, você fica animado quando falamos de missões, mas você testemunha para o rapaz que senta ao seu lado? Você fica animado para fazer coisas no planeta todo, mas você está fazendo o que deve fazer aqui? Porque missões começam aqui.
Pegue uma folha de papel neste momento e faça isso: Cada um de vocês, na primeira parte desta folha quero que escreva seu chamado em seu ministério nesta igreja. Na segunda parte dessa página, quero que escreva tudo o que você realizou nesse ano, através desta igreja, servindo no ministério. E nas costas dessa folha, escreva os seus planos para o próximo ano em como você doará a sua vida, servindo nesta igreja, para servir a Cristo e às Nações. De muitos de vocês eu receberia uma página em branco.
Porque uma coisa que esses caras de “crescimento de igreja” dizem é verdade. 20% dos membros de uma igreja fazem 80% do trabalho, porque 80% dos membros não fazem nada.
Ele vem (para o culto), eles assistem…
 Imagine que eu sou o seu patrão, você vem até mim, e eu digo “Ok, me deixe ver essa folha”. E eu analiso, e digo “Você não fez nada neste ano, segundo você mesmo! Você não tem vocação!” e você diz “Sim, é verdade, mas toda vez que as portas da fábrica se abrirem eu estarei aqui.” Eu olho para as costas da folha, e digo “Você não tem objetivos, você não tem planos para o próximo ano, você não vai produzir nada!”, “Sim, é verdade chefe, mas te prometo que toda vez que a porta da fábrica se abrir eu estarei aqui.” Essa é basicamente a mentalidade da igreja de hoje. “Retornarei quando essas portas se abrirem, pelo menos no Domingo de manhã”.
Você não foi chamado para congregar apenas assistindo outras pessoas ministrando. Você foi chamado para congregar sendo alimentado pela Palavra de Deus, adorando, e usando o resto da semana para ministrar ao Povo de Deus para a Glória de Deus.
“Tá bem, mas como eu posso fazer essas coisas com todas as outras atividades que eu tenho?” Se algo estiver no caminho do serviço ao Reino de Deus, até mesmo seu olho direito, arranque-o. Se for sua mão direita, corte-a.
“Mas eu tenho tantas atividades!” Olhe isso! Como você tem criado as suas crianças? As ensina a fazer essas coisas? Você faz de tudo para levá-las ao futebol, e isso, e aquilo, e aquela lição, e ginástica, tudo o mais. Mas você não tem ensinado a servir à Deus! Você não está preparando-as para o dia em que estarão diante dEle! Você as está criando para ficarem iguais a você! E isso é terrível!
Você deseja que eles tenham boa educação, títulos, quer que eles joguem bola, e isso e aquilo – você não sabe que quando suas crianças se apresentarem diante de Deus naquele Dia, tudo o que você ensinou pra eles será queimado pelo fogo? Eles ficarão de fora, e será culpa sua! O que você está ensinando a eles? Sua vida é tão cheia de atividades, que você não pode dar nada pra eles! Você não pode dar nada pra Igreja!
E não me fale sobre missões mundiais, a não ser que me fale sobre ESSA igreja local. Porque a possessão de Deus não é uma denominação, não é um programa, é uma NOIVA, e essa noiva se manifesta nesta igreja.
Oh meu querido amigo, cada parte da Sua Cabeça até os pés é perseguida, cada parte da Sua família é ocupada e cansada. Por quanto tempo você terá que fazer isso? Porque você não se arrepende, e joga tudo fora, e serve ao Senhor?
Ele disse (verso 9): “Agora, pois, eu suplico, peça a Deus, que ele seja misericordioso conosco; isto veio das vossas mãos; aceitará ele a vossa pessoa? diz o SENHOR dos Exércitos.” Veja o que eles estão pedindo “ore por nós”. “Conserte isso.”
Isso é o que a maioria dos pregadores da América está fazendo hoje em dia. “Paz, Paz, quando não há Paz”. (Jeremias 8.11). Sempre me perguntam: “Você não faz apelos longos, você é um pregador viajante, e você não chama as pessoas para virem à frente?”, e eu digo “não, eu não. E vou te dizer por que”.
Isso se tornou um tipo de “fuga” psicológica, algo assim. Olhe o que fazemos. “Deus está agindo no seu coração? Oh, podemos nos livrar disso bem rápido, apenas venha aqui no altar, depois volte pro seu lugar e não mude de vida. Ore aqui 5 minutos, volte ao seu lugar, deixe isso de lado e…”
Eles não são transformados!
Eu digo às pessoas “Vá para casa e pense nessas coisas por semanas! Esteja na Palavra de Deus, perceba o que está sendo dito, a gravidade disso, o chamado está sendo feito!”
E não “venha para frente, faça uma oraçãozinha, pense que está tudo ok, e volte pro seu lugar”!
Enfrente o fato, de que você está sendo confrontado com um Evangelho que exige TUDO de você. Que você está sendo confrontado com quem Deus é! Ele não divide, Ele fica com tudo! Mas se o seu coração foi realmente regenerado, e você não é apenas um membro carnal de igreja, você dirá “AMÉM”, deixe Ele ficar com tudo!
Ele é digno! Um cristão, um verdadeiro, nunca tem problema com isso. Somente a Deus seja a Glória!
Um verdadeiro cristão nunca tem problema com: “Tome a minha vida, e que assim seja, totalmente consagrada à Ele.”
Agora veja o verso 10: “Quem há também entre vós que feche as portas por nada, e não acenda à toa o fogo do meu altar? Eu não tenho prazer em vós, diz o SENHOR dos Exércitos, nem aceitarei oferta da vossa mão.”
Uma das maiores necessidades da América é a plantação de igrejas. Por quê? Porque temos tão poucas igrejas na América. “O que você quer dizer, irmão Paul? Nós temos uma igreja em cada esquina!”
Não, nós temos prédios muito bonitos, com uma grama bem cuidada, em cada esquina. E a maioria deles é apóstata, e a palavra “ICABOD” pode ser escrita no topo da porta, porque o Espírito de Deus se foi deles há muito tempo atrás. O candelabro foi removido. Vê, você começa a crer neste livro e pode ser radical. Ele remove candelabros! Você não é mais uma igreja!
E você sabe por que temos tal necessidade, por “estratégias de crescimento de igreja”, e procurar “experts”, e “sensibilidade cultural”, e isso e aquilo?
São os suspiros da morte.
Desde que não temos mais o poder do Espírito Santo nos nossos ministérios, em nossas igrejas, em nossas atividades missionárias, nós temos que fazer todo tipo de coisa “profissional” para manter um defunto se movendo. E eu quero que você saiba que Deus pode vir até uma igreja, até nessa, e dizer: “Oh, como eu queria que vocês fechassem as portas! Eu estou cansado que acendam à toa o fogo do meu altar.”
É melhor ser um secularista, é melhor ser um ateu, para não clamar nada pra Deus e de Deus, do que clamar a Deus, e fazer isso com o coração dividido. “Quem dera que fosse frio ou quente, assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.” Apocalipse 3.15 e 16
Você diz “Irmão Paul, o que você está dizendo?” Estou apenas dizendo. A aplicação fica por sua conta. Mas eu te digo: O maior sinal de esperança em uma igreja (marque isso, será muito útil), é quando o pastor vem e prega uma palavra dura para se entender.
Ouçam-me.
Um dos maiores sinais de esperança em uma igreja, é quando Deus vem até eles e diz uma Palavra dura, porque significa que eles ainda são o Seu povo. A coisa mais terrível que existe, é quando a única coisa que você ouve são coisas boas! Coisas boas. Significa que Deus “cortou as cordas” e deixou você ir. Não há mais necessidade de correção, não há mais necessidade de nada. “Esse povo é um povo obstinado, eles não ouvirão, eu fecharei a boca dos meus homens” ou “mandarei homens, mas não dos meus”.
E diz: “Quem há também entre vós que feche as portas por nada, e não acenda a toa o fogo do meu altar? Eu não tenho prazer em vós, diz o SENHOR dos Exércitos”.
Você diz: “Irmão Paul, mas eu nunca fui capaz de ofertar com o coração puro, eu sempre batalhei contra o pecado, sempre lutei, eu queria ser melhor, mesmo nesta manhã, quando eu estava adorando, eu lutava contra pensamentos que eram ruins, não eram de Deus, foi muito difícil de adorar, você está dizendo que Deus não recebe nada de mim?” De você, ele recebe muito! Porque pelas suas próprias palavras, você está reconhecendo: “Bem aventurados os que choram, porque eles serão consolados”, “Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão satisfeitos”, por causa desses tipos de palavras e pelo quebrantamento em seu coração, você demonstra que realmente pertence a Ele, que você deseja ser mais pra Ele. Mas aqueles de vocês que estão sentados ouvindo, frios como uma pedra, e não têm problema algum com isso…
VOCÊS são aqueles que deveriam temer.
Deus não estima aquele que faz tudo certinho. Ele olha pra aquele que está quebrantado e contrito por causa da Sua Palavra, e treme diante dEla. Então, nesse sentido, aqueles de vocês que são santos, sejam encorajados. Sejam grandemente encorajados. “Quem começou a boa obra em você, há de terminá-la” (Filipenses 1.6). Quem fez você chorar, também irá confortá-lo.
Agora, vamos para o ponto principal antes de finalizar. (Verso 11)
“Pois do oriente ao ocidente grande é o meu nome entre as nações. Em toda parte incenso e ofertas puras são trazidos ao meu nome, porque grande é o meu nome entre as nações, diz o Senhor dos Exércitos.”
Eu vou a conferências de missões, e algumas vezes elas me deixam literalmente “doente”. Eu vejo homens subindo ali e dizendo: “Se não fizermos nada o mundo todo vai perecer, isso é desesperador” e continua falando, “Eu tive uma visão de Deus, no Seu Trono, e Cristo exaltado, sentado ali. Um trono de madeira, com uma coroa de papel machê, esfregando as mãos e dizendo ‘Eu quero fazer tanto neste mundo, mas ninguém vai me ajudar! ‘”
Eu quero que você saiba que, se a Convenção Batista do Sul acabasse, e se todas as nossas missões virassem pó e voassem com o vento, e não sobrasse nada, mesmo assim Deus fará o Seu Nome grande, para Si mesmo, entre as nações. Ele não precisa de ninguém. Ele irá fazer.
Mas ele ordenou que isso fosse feito através do homem, e através da pregação do Evangelho.
Agora, aqui está o que você tem que ter consciência: Não pense por um momento, que atingir o povo da Indonésia ou de outro lugar depende de você, porque se depender, eu irei escrever uma carta agora mesmo e dizer pra eles que não há esperança pra eles.
Mas eu te digo isso. Deus está trabalhando, e está trabalhando através de cristãos obedientes, e Ele te convida para esse privilégio, de fazer parte dessa grande obra que Ele está fazendo. E se você aceitar esse privilégio, louvado seja o Senhor, quão proveitosa e útil será a sua vida! Se você recusar, e preferir servir aos ídolos da sua vida, vá em frente! Mas saiba disso: Sua recusa não afeta os planos de Deus. Ele levantará um povo em algum lugar, os enviará para a Indonésia, e esse povo ouvirá. Mas você sofrerá uma grande perda.
Como Mardoqueu disse para a jovem Ester. “Ester, foi para esse tempo que Deus te levantou. Mesmo se você recusar esse chamado, Deus livrará o Seu povo. Mesmo se você decidir que não quer esse privilégio de ser um instrumento do Plano, Ele levantará um povo e Ele fará com que seja feito. Mas é você quem vai sofrer uma grande perda.”
A única palavra que vem pra minha mente aqui é a palavra “privilégio”. Nós somos tão privilegiados! Uma das coisas mais aterrorizantes pra mim, sobre o julgamento, como um cristão, é essa: Ver colocado diante de mim, diante dos meus olhos no dia do julgamento todo o grande privilégio que me foi dado, e que eu desperdicei por bugigangas, que serão queimadas pelo fogo. Eu desperdicei isso pelos objetivos deste mundo, pelas ideias deste mundo, e as coisas dessa era. Eu dei mais atenção pra essas coisas! E mesmo com oportunidade após oportunidade, privilégio após privilégio, postas diante de mim, eu desprezei!
Oh, porque estamos aqui? Porque respiramos? Porque nosso coração bate, se não for por Ele, e pelo avanço do Seu Reino? Muitas pessoas vivem, como é dito no Peru, “Tu vives porque el aire eres gratis” – “Muitas pessoas vivem somente porque o ar é de graça!” Eles não fazem nada com suas vidas! E você diz “Eu faço muito!”, mas do “muito” que você faz quanto disso é eterno? Quanto será queimado pelo fogo?
E quando falamos do avanço do Reino de Deus, primeiro de tudo, aqui em Knoxville, nem pense em sair em missões por aí ou qualquer coisa assim, a não ser que sirva a Deus aqui. E não pense em servir Deus aqui a não ser que você saiba servir a Deus com respeito à sua esposa e seus filhos. E não pense em sair por aí.
Missões são muito simples. Existem apenas dois ministérios em missões. Você é chamado para descer o poço pela corda, ou é chamado para segurar a corda de quem está descendo. Nas duas formas deveriam existir cicatrizes em suas mãos. Você deve ir como um missionário, para a Glória de Deus, e pelo grande privilégio que lhe foi dado. Você deve ir e morrer no campo missionário, ou você morre aqui, segurando a corda para aqueles que estão descendo.
Onde estão as suas cicatrizes? O que te custa ser um cristão, o que te custa ser um membro desta igreja? E as missões mundiais, quanto tem te custado? Me responda essas 3 perguntas neste instante, não fuja. Alguns de vocês sairão por aquela porta, terá alguém lá fora que vai tirar essa palavra do seu coração, e você irá à lanchonete e não pensará em nada do que eu disse aqui.
E isso já será o julgamento de Deus.
Quanto te custa ser um cristão?
Quantas oportunidades neste mundo você perdeu por causa da sua identificação com o Nome de Cristo?
Quanto te custa servir nesta igreja?
Quanto tempo, energia e recursos te têm custado por ser membro dessa igreja?
E finalmente, quanto tem te custado as missões mundiais?

Por: Paul Washer © HeartCry Missionary Society | hcmissions.com
Tradução:  youtube.com/netodigo

via http://voltemosaoevangelho.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...